Google+ Followers

domingo, 18 de março de 2012

Vestibular - UPE/2012 - Programa de l íngua Portuguesa

VESTIBULAR TRADICIONAL/2012
UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS PARA O VESTIBULAR UPE 2012
LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA
I - ASPECTOS GERAIS De acordo com o Parecer CNE/CP nº 95/99, o candidato a processo seletivo para o ingresso em curso superior deve “demonstrar proficiência em Língua Portuguesa como instrumento de comunicação, de organização e expressão do pensamento”. A prova de Língua Portuguesa tem por objetivo avaliar a competência comunicativa do candidato como usuário da língua. Essa competência deve manifestar-se no domínio das habilidades de leitura e compreensão de textos – literários e não literários – de diferentes tipos e gêneros. Deve manifestar-se na capacidade de estabelecer relações entre os textos e seus contextos de produção, sobretudo no que concerne à ligação entre o acervo literário nacional e os momentos históricos de sua criação. Deve manifestar-se também na capacidade para desenvolver ações reflexivas sobre a própria linguagem. Portanto, a competência esperada supõe conhecimentos linguísticos da organização estrutural da língua, tomada em seu conjunto de variedades, conforme se discrimina no item 2 a seguir. Espera-se, também, que o candidato ultrapasse a simples memorização dos conteúdos e demonstre habilidades para estabelecer relações, encontrar nexos entre conceitos e dados, discernir sobre aproximações e diferenças entre eles, elaborar conclusões, levantar hipóteses; enfim, posicionar-se, numa perspectiva crítica e global, diante das muitas informações com as quais entrou em contato no percurso de sua escolaridade. A capacidade de reflexão e de análise dos diferentes elementos envolvidos nas atividades públicas e privadas da interação verbal será abordada tendo em vista os diferentes usos sociais da Língua Portuguesa. Não devem ser diferentes os parâmetros que orientam o ensino da língua portuguesa e de línguas estrangeiras, sobretudo no ensino médio. A ideia de desenvolver competências em leitura, análise e produção de textos – orais e escritos – constitui, portanto, a referência para cada prática pedagógica. Na tentativa de organizar a distribuição dos conteúdos a serem explorados – em razão do desenvolvimento daquelas competências e habilidades – será apresentada a seguir a grade programática para cada uma das três séries do Ensino Médio. É fundamental se ter em conta que não existe uma discriminação rígida entre os conteúdos de cada série. Um mesmo conteúdo pode repetir-se de uma série para outra. O que muda deve ser a abordagem e a exploração mais aprofundada e mais complexa das questões. Evidentemente, as competências em linguagem perpassam todas as áreas do conhecimento e constituem forma de atuação dos grupos humanos em todo e qualquer contexto.
II - ASPECTOS ESPECÍFICOS A avaliação do conjunto de habilidades referido acima terá como eixo programático:
LINGUAGENS E CÓDIGOS
1. LEITURA, PRODUÇÃO DE TEXTO E ANÁLISE LINGUÍSTICA - 1.1. Propriedades e modos de organização de gêneros textuais, de modalidade oral e/ou escrita, de esferas discursivas diversas como a escolar (por exemplo, resumo e seminário), a publicitária, a jornalística e a literária, vistas também quanto a especificidades relacionadas às tipologias narrativa, expositiva e argumentativa; 1.2. Gêneros digitais: usos, impacto e função social; 1.3. Interpretação de imagens, gráficos, tabelas, mapas, entre outros; 1.4. Relações do texto com seu contexto espaço-temporal e cultural de produção e circulação. 1.5. Papéis sociais dos interlocutores e sua repercussão na construção do texto; 1.6. Estratégias de manutenção da unidade temática do texto, de sua progressão e de sua coerência global; 1.7 Atribuição coerente de titulo, de divisão paragráfica de um texto e outras normas gráficas de apresentação; 1.8. Princípio da intertextualidade (relações entre diferentes textos), inclusive, o reconhecimento de sínteses ou paráfrases de textos ou parágrafos e o valor argumentativo da citação; 1.9. Relações entre diferentes tipos de linguagem e seus respectivos recursos expressivos; 1.10. Efeitos de sentido provocados pelo uso da linguagem figurada (metáforas, metonímias, entre outras); 1.11. Efeitos de sentido (surpresa, dúvida, ênfase, contraste, adesão, discordância, ironia, humor etc.), provocados pelo uso de certas palavras e expressões ou de recursos gráficos como emprego de parênteses, aspas, travessões, tipos de letras e outros recursos multimodais; 1.12. Efeitos de sentido decorrentes do emprego expressivo dos sinais de pontuação; 1.13. Aspectos semânticos do vocabulário da língua (noções de polissemia, sinonímia, antonímia, hiperonímia, partonímia, campo semântico); 1.14. Traços semânticos de radicais, prefixos e sufixos; 1.15. Recursos lexicais e gramaticais da coesão e da coerência do texto, entre eles: os elementos da continuidade referencial do texto (substantivos e determinantes, pronomes e expressões de valor temporal ou espacial); recursos da coesão que promovem a sequência ou a continuidade do texto (paralelismo, paráfrase, repetição de palavras, substituição por pronomes, por advérbios ou pelo uso de palavras sinônimas ou hiperônimas); relações coesivas promovidas pelo léxico, evidenciadas pela repetição de palavra ou expressão ou pela associação de sentido entre palavras da mesma área semântica; 1.16. Relações semânticas (de causalidade, temporalidade, finalidade, condicionalidade, comparação, oposição, adição, conclusão, explicação, restrição etc.), entre orações, períodos ou parágrafos, sinalizadas pelos diferentes tipos de expressões conectivas ou sequenciadoras (conjunções, preposições, advérbios e respectivas locuções); 1.17. Norma e preconceito linguístico; variação linguística em decorrência da diversidade de contextos socioculturais em que a língua se insere; marcas dos vários níveis de linguagem (do mais formal ao mais informal), nas modalidades oral e escrita da língua; 1.18. Convenções ortográficas; 1.19. Recursos de ampliação do vocabulário da língua (processos de formação de palavras, neologismos e estrangeirismos, atribuição de novos significados a palavras já existentes); 1.20. Normas da flexão dos verbos (regulares e irregulares); 1.21. Padrões de concordância verbal e nominal; 1.22. Padrões de regência verbal e nominal; 1.23. Colocação das palavras, com destaque para a produção de sentidos em decorrência da posição da palavra no enunciado.
 2. INTERPRETAÇÃO, ANÁLISE E EXPLORAÇÃO DE TEXTOS ARTÍSTICOS - 2.1. Funções da linguagem literária: função especifica e funções adicionais; 2.2. Relações entre literatura, outras artes e outros saberes. 2.3. Articulação entre os recursos expressivos e estruturais do texto literário e o momento sociocultural de sua produção 2.4. Associação entre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário em seus gêneros.
LITERATURA BRASILEIRA
1. Natureza do texto poético e suas funções estéticas. 2. Efeitos de sentido provocados, no texto poético, pelo uso de diferentes recursos (sonoros – número de sílabas, ritmo, rima – ou gráficos – desenhos, imagens, fotos) e pelo emprego das diversas figuras de linguagem. 3. Estrutura do texto narrativo em prosa (narrador, personagens, foco narrativo, tempo, espaço, conflito, clímax, desfecho). 4. Características gerais da dramaturgia. 5. Escolas, autores e obras do patrimônio literário brasileiro do século XVII ao século XX e sua vinculação aos respectivos contextos histórico-sociais e estéticos do período literário em que se inserem.
OBRAS LITERÁRIAS SUGERIDAS
1. GONZAGA, Tomás Antônio. Cartas Chilenas. São Paulo: Martin Claret, 2007.
2. ALENCAR, José de. Senhora. São Paulo: Ática, 1998.
3. ASSIS, Machado de. Dom Casmurro. São Paulo: Ática, 1998.
4. BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.
5. ANDRADE, Carlos Drummond de. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 2001.
6. RAMOS, Graciliano. São Bernardo. Rio de Janeiro: Record, 2003.
7. MELO NETO, João Cabral de. Morte e vida Severina. Alfaguara Brasil, 2007.
8. ROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.
9. SUASSUNA, Ariano. O casamento suspeitoso. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.
10. RODRIGUES, Nelson. Vestido de Noiva. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004.
A prova constará de 1. Fonologia, Ortografia e Morfossintaxe. 2. Vocabulário - inclusive de idiomatismos mais frequentes. 3. Compreensão de Textos.
Observação: Serão utilizados, para esse fim, textos de autores modernos e/ou contemporâneos, artigos de jornais e revistas da atualidade e textos dos livros didáticos mais estudados no curso médio.
Redação: NÃO serão corrigidas as redações cujo vestibulando não tenha atingido nas provas a nota mínima para aprovação.

VESTIBULAR SERIADO – SSA/2012
UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS PARA O SSA 2012
LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA
SSA - 1ª Série
1. LEITURA, ANÁLISE E PRODUÇÃO DO TEXTO - 1.1 Leitura e compreensão de texto expositivo, informativo; 1.2 Propriedades específicas da composição dos gêneros textuais e seus modos de organização; 1.3 Estratégias de manutenção da unidade temática do texto e de sua progressão; 1.4 Recursos lexicais e gramaticais da coesão do texto; 1.5 Elementos da continuidade referencial do texto: emprego de substantivos e determinantes, de pronomes e expressões de valor temporal ou espacial; 1.6 Aspectos semânticos do vocabulário da língua (noções de polissemia, sinonímia, antonímia, hiperonímia, partonímia, campo semântico); 1.7 Atribuição coerente de titulo, de divisão paragráfica de um texto e outras normas gráficas de apresentação; 1.8 Convenções ortográficas; 1.9 Identificação das palavras e idéias-chave do texto; 1.9 Identificação dos recursos lingüísticos em relação ao contexto em que o texto é construído (elementos de referência pessoal, temporal,espacial, registro lingüístico, grau de formalidade, seleção lexical, tempos em todos verbais); 1.10 Reconhecimento da organização da macroestrutura semântica (dimensão conceitual), articulação entre as idéias/proposições (relações lógico-semânticas). 2. GÊNEROS DE TEXTOS ARGUMENTATIVOS - 2.1 Tese e argumentos de sustentação; 2.2 Conectivos e expressões adverbiais com valor argumentativo. 3. INTRODUÇÃO ÀS NOÇÕES DE NORMA CULTA E DE VARIAÇÃO LINGUÍSTICA - 3.1 As diferenças regionais de uso do português; 3.2 O preconceito lingüístico. 4. NORMAS DAS FLEXÕES DOS VERBOS (REGULARES E IRREGULARES) - 4.1 Efeitos de sentido provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos. 5. INTERPRETAÇÃO, ANÁLISE E EXPLORAÇÃO DE TEXTOS ARTÍSTICOS - 5.1 Funções da linguagem literária: função especifica e funções adicionais; 5.2 Relações entre literatura, outras artes e outros saberes.
LITERATURA BRASILEIRA
1. FUNÇÕES DA LINGUAGEM - a função poética. Conotação / denotação. 2. O TEXTO LITERÁRIO - especificidades (estranhamento; ambiguidade; alta voltagem conotativa; "obra aberta") Estilo individual, estilo de época: texto x contexto. 3. O PROCESSO LITERÁRIO BRASILEIRO. 4. O QUINHENTISMO - a informação e a missão - a literatura de viagens e a de catequese. 5. O SEISCENTISMO - a palavra-arte sob o signo do Barroco. A poesia "desigual" de Gregório de Matos. O tom retórico e persuasivo dos Sermões do Pe. Antônio Vieira. 6. O SETECENTISMO - a Ilustração, a euforia do progresso civilizatório, razão e ciência. O estilo neoclássico. O arcadismo mineiro - o épico, o lírico e o satírico. Cláudio Manoel da Costa – Tomás Antônio Gonzaga – José Basílio da Gama.
OBRAS LITERÁRIAS SUGERIDAS PARA A 1ª SÉRIE
1. O Auto de São Lourenço. In: ANCHIETA, José de. Teatro. São Paulo: Martins Fontes, 2006.
2. MATOS, Gregório de. Antologia. Porto Alegre: L&PM Editores, 1999.
3. GONZAGA, Tomás Antônio. Marília de Dirceu. Porto Alegre: L&PM Editores, 1998.
4. GONZAGA, Tomás Antônio. Cartas Chilenas. São Paulo: Martin Claret, 2007.
SSA - 2ª Série
1. LEITURA, ANÁLISE E PRODUÇÃO DO TEXTO - 1.1 Leitura e compreensão de texto informativo e Expositivo; 1.2 Relações entre diferentes tipos de linguagem e seus respectivos recursos expressivos; 1.3 Propósitos comunicativos do texto; 1.4 Reconhecimento de sínteses ou paráfrases de textos ou de parágrafos; 1.5 Papéis sociais dos interlocutores e sua repercussão na construção do texto; 1.6 Relações do texto com seu contexto espaço-temporal e cultural de produção e circulação; 1.7 Marcas dos vários níveis de linguagem (do mais formal ao mais informal), nas modalidades oral e escrita da língua; 1.8 Interpretação de imagens, gráficos, tabelas, mapas, entre outros. 2. OS GÊNEROS DO TIPO ARGUMENTATIVO - 2.1 Formas de apresentação de diferentes pontos de vista; 2.2 Efeitos de sentido provocados pelo uso da linguagem figurada (metáforas, metonímias, entre outras). 3. ASPECTOS GRAMATICAIS E CONSTRUÇÃO DO TEXTO - 3.1 Efeitos de sentido (surpresa, dúvida, ênfase, contraste, adesão, discordância, ironia, humor), provocados pelo uso de certas palavras e expressões ou de recursos gráficos como uso de parênteses, aspas, travessões, tipos de letras; 3.2 Usos da língua culta: normas da concordância e da regência verbal. O sinal da crase; 3.3 Efeitos dos sinais de pontuação. 4. USOS E FORMAS DE ACESSO AOS GÊNEROS DIGITAIS - impacto e função social. 5. INTERPRETAÇÃO, ANÁLISE E EXPLORAÇÃO DE TEXTOS ARTÍSTICOS - Articulação entre os recursos expressivos e estruturais do texto literário e o momento sociocultural de sua produção.
LITERATURA BRASILEIRA
1. A DOMINAÇÃO POLÍTICA DA BURGUESIA E A PLENA VITÓRIA DO INDIVIDUALISMO – 1.1 o Romantismo; 1.2 Linguagem e temas da poesia romântica; 1.3 A produção poética das "gerações românticas”. Gonçalves Dias - Álvares de Azevedo - Castro Alves.  2. A PROSA ROMÂNTICA NO BRASIL - o país do ontem e do hoje, do interior e da cidade. José de Alencar. 3. A LITERATURA REALISTA - visão crítica da sociedade, linguagem. 4. A POESIA PARNASO-SIMBOLISTA - 4.1 o esteticismo. Olavo Bilac entre o sensualismo e o perfeccionismo do verso. 4.2 Cruz e Souza entre o misticismo e a revolta contra o preconceito racial.
OBRAS LITERÁRIAS SUGERIDAS PARA A 2ª SÉRIE
1. ALVES, Castro et al. Antologia de poesia brasileira: romantismo. São Paulo: Ática, 1998.
2. ALENCAR, José de. Senhora. São Paulo: Ática, 1998.
3. BAGNO, Marcos. Machado de Assis para principiantes. São Paulo: Ática, 1998.
4. ASSIS, Machado de. Dom Casmurro. São Paulo: Ática, 1998.
5. AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. São Paulo: Ática, 1998.
6. ASSIS, Joaquim Maria Machado de et al. Antologia de poesia brasileira: realismo e parnasianismo. São Paulo: Ática, 1998.
SSA - 3ª Série
1. LEITURA, ANÁLISE E PRODUÇÃO DO TEXTO - 1.1 Leitura e compreensão de texto dissertativo-argumentativo; 1.2 Reconhecimento da organização e progressão temática; 1.3 Reconhecimento do tema principal de um texto; 1.4 Relações temáticas entre textos; 1.5 Síntese de textos ou de parágrafos; 1.6 Identificação de informações implícitas; 1.7 Identificação de locutor e interlocutor de um texto; 1.8 Reconhecimento de relações entre textos verbais e elementos gráficos; 1.9 Relação entre informações do texto e conhecimentos prévios; 1.10 Reconhecimento de ambiguidade, ironia, opiniões e valores no texto; 1.11 Reconhecimento dos modos de organização da composição textuais (tipos textuais narrativo, descritivo, argumentativo, injuntivo, dialogal); 1.12 Identificação da organização da macroestrutura semântica (dimensão conceitual), articulação entre as idéias/proposições (relações lógico-semânticas); 1.13 Identificação de mecanismos enunciativos (formas de agenciamento de diferentes pontos de vista na textualização, uso dos elementos de modalização); 1.14 Estudo de relações intertextuais: citação, epígrafe, alusão, referência, paráfrase, paródia e pastiche. 2. GÊNEROS DISCURSIVOS/ TEXTUAIS - 2.1 Elementos do texto argumentativo – gênero opinião: tese, argumento e contra-argumento, refutação; 2.2 A citação como elemento argumentativo. 3. RELAÇÕES SEMÂNTICO-SINTÁTICAS DE COORDENAÇÃO E SUBORDINAÇÃO - 3.1 Relações lógico-discursivas (causalidade, temporalidade, conclusão, comparação, finalidade, oposição, condição, explicação, adição, entre outras) estabelecidas entre parágrafos, períodos ou orações; 3.2 Elementos referenciadores e sequenciadores do texto; 3.3 Aplicações e usos das relações semântico-sintáticas de coordenação e subordinação na produção textual. 4. ANÁLISE LINGUÍSTICA E REFLEXÃO SOBRE A LÍNGUA - 4.1 Aspectos linguísticos da construção do gênero textual; 4.2 Estudo de aspectos formais do uso da língua: normas da ortografia oficial, regência e concordância, crase e colocação pronominal; 4.3 Análise estilística e semântica no nível morfossintático; 4.4 Reconhecimento da construção linguística da superfície textual: o uso de conectores, referência dêitica, sequencialização dos parágrafos; 4.5 Compreensão de processos interpretativos inferenciais: metáfora e metonímia.
LITERATURA BRASILEIRA
1. A LITERATURA ENTRE "O SORRISO DA SOCIEDADE" E A DENÚNCIA SOCIAL - 1.1 o pré-modernismo. Euclides da Cunha, Lima Barreto e Monteiro Lobato. 1.2 A poesia "lodo e lama" de Augusto dos Anjos. 2. AS VANGUARDAS EUROPEIAS - do Futurismo ao Surrealismo. 3. O MODERNISMO DE 22 - a Semana de Arte Moderna. Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Manuel Bandeira. 4. O MODERNISMO DE 30 - a poesia nas suas múltiplas faces. Cecília Meireles e Carlos Drummond de Andrade. 5. O REGIONALISMO NORDESTINO - narrativa vigorosa, denúncia social e forte oralidade na ficção. Rachel de Queiroz, José Lins do Rêgo, Graciliano Ramos e Jorge Amado. 6. A GERAÇÃO DE 45 - João Cabral de Melo Neto. 6.1 O romance introspectivo - Clarice Lispector; 6.2 O regional e o seu redimensionamento - João Guimarães Rosa. 7. O CONCRETISMO - 7.1 nossa primeira vanguarda; 7.2 Literatura Brasileira hoje.
OBRAS LITERÁRIAS SUGERIDAS PARA A 3ª SÉRIE
1. BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.
2. ANDRADE, Carlos Drummond de. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 2001.
3. RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: Record, 2006.
4. MELO NETO, João Cabral de. Morte e vida Severina. Alfaguara Brasil, 2007.
5. ROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.
6. SUASSUNA, Ariano. O santo e a porca. Rio de Janeiro: José Olympio, 2007.
7. RODRIGUES, Nelson. Boca de ouro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário