Google+ Followers

sábado, 24 de setembro de 2011

Músicas

MÚSICAS DA DITADURA MILITAR - Aulas de literatura

ALEGRIA, ALEGRIA
Caminhando contra o vento
Sem lenço sem documento
Num sol de quase dezembro
Eu vou
Caetano Veloso, 1967

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES (Caminhando)
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais, braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Vem vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer,
Geraldo Vandré, 1968


CÁLICE
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue.
Como beber dessa bebida amarga
Trazer a gota, engolir a labuta
Mesmo calada a boca, resta o peito
Silêncio na cidade não se escuta
De que me vale ser filho da santa
Melhor seria ser filho da outra
Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta ...
Chico Buarque Holanda, 1973

EU TE AMO, MEU BRASIL
As praias do Brasil ensolaradas lá, lá, lá
O chão onde o país se elevou lá, lá, lá
A mão de Deus abençoou, mulher que nasce aqui
Tem muito mais amor.
O céu do meu Brasil tem mais estrelas lá, lá, lá
O sol do meu país mais esplendor lá, lá, lá
A mão de Deus abençoou em terra brasileira, vou plantar amor,
Eu te amo, meu Brasil, eu te amo
Meu coração é verde, amarelo, branco, azul anil
Eu te amo, meu Brasil, eu te amo
Ninguém segura a juventude do Brasil
Dom e Ravel, 1970.


Nenhum comentário:

Postar um comentário